segunda-feira, 2 de março de 2009

Comando de Válvulas Variável



Olá Amigos!





Vamos falar hoje sobre comando de válvulas variável, mas antes de qualquer coisa, o que é comando de válvulas?
É um eixo formado por ressaltos excêntricos, também chamados de cames, com a finalidade de empurrar os tuchos e abrir as válvulas. Este eixo é ligado ao virabrequim e pode ser comandado por correias, correntes ou hastes.

E o que é comando de válvulas variável?
É um sistema que permite a variação no tempo e no curso das válvulas. Antes com o comando simples (não variável) as válvulas sempre abriam de forma igual, independente da rotação. Com isso os motores tinham que optar em ser potentes ou econômicos. Mas a tecnologia chegou e permitiu que as válvulas fossem abertas de acordo com a necessidade. Em baixas rotações escolhe-se a configuração mais apropriada para um menor consumo. Em rotações elevadas a performance é escolhida
Quais os sistemas mais comuns?
Acredito que os sistemas mais difundidos são o VVT-i da Toyota e o VTEC da Honda.
E como eles funcionam?*
No VVT-i. a polia do comando de válvulas de admissão possui um mecanismo interno, acionado hidraulicamente pelo próprio óleo do motor, que faz a árvore de comando mudar de posição em relação à polia e, por conseguinte, ao virabrequim, segundo o que determina o módulo eletrônico que gerencia o motor. Para essa mudança de posição, são levados em conta fatores como rotação e abertura do acelerador. Desse modo, o motor pode desenvolver potência elevada sem que isso signifique perder rendimento em rotações baixas.
Já o VTEC vai além, não só faz variar o momento em que as válvulas abrem e fecham como também o curso, ou levantamento, delas. Consegue-se isso mediante a aplicação de dois ressaltos de dimensões diferentes para cada válvula, que são selecionados por um sistema de atuação que ora faz valer um ressalto, ora ouro. O mecanismo de seleção do ressalto também é acionado pelo óleo do motor e controlado eletronicamente. O objetivo é o mesmo do sistema VVT-i.

* Trecho extraído do "correio técnico" da revista quatro rodas.
Por hoje é isso, espero ter contribuído para aumentar o conhecimento automobilístico de vocês.
Abraços
Thiago Hoeltgebaum

13 comentários:

  1. Poxa!!! Vc acredita que chegou a partir ao meio o comando de valvula do meu corsa? Não sei como, mas aconteceu!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu ví!! você rebocando aquele Scania carregado com 20 toneladas, pra sair do atoleiro,Daí o comando não aguentou mesmo!!

      Excluir
  2. PORQUE AS OUTRAS MARCAS NÃO USAM ESSE SISTEMA?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As outras marcas tem carro que possuem essa tecnologia, como o Jetta é um bom exemplo, mas não apresentam a siglas como VTEC ou VVT-I já que muito provavelmente as patentes de desenvolvimentos sao das respectivas montadoras ai em cima.

      Excluir
    2. Devido principalmemte a problemas de custo.Por exemplo , um carro popular com esse sistema ficaria mais caro e perderia em vendas para os concorrentes..

      Excluir
  3. fora do brasil com serteza todas usam, mas no nosso brasil so vem os restos de la de fora, ou seja, tecnologia barata q com eh importada fika cara, baixa qualidade e tecnologia ultra passada

    ResponderExcluir
  4. nos estamos começando com essa tecnologia nos motores fpt, chamamos de multiair, entretanto ainda é uma tecnologia cara

    ResponderExcluir
  5. Cheguei a este post porque vi que os carros da nova montadora JAC no Brasil vem com esse sistema. Estou pensando em comprar um J3, como o amigo disse, aqui ficamos com o resto, a JAC é a primeira a oferecer itens modernos como air-bag, abs-ebd, sensor de ré e etc... por um bom preço...

    ResponderExcluir
  6. Outras fabricantes como a Fiat já usaram em seus motores. Só não divulgam. A Renault-Nissan usa no Fluence e no Sentra

    ResponderExcluir
  7. E AMIGOS ACABEI DE COMPRAR UM NEW CIVIC E NOTEI A DIFERENÇA,AGORA ENTENDO POIS TENHO UM POLO TAMBEM FIQUEI MEIO CONFUSO COM A ACELERAÇAO DE CADA UM DELES AGORA.

    ResponderExcluir
  8. O meu Nissan March, com motor 1.6 16V, que paguei somente R$ 34.000, tem comando de válvulas variável.

    É o melhor compacto do Brasil. Carro para quem gosta e sabe dirigir!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Somente R$ 34.0000,?Tá de brincadeira.

      Excluir
  9. Entao este comando variavel de valvulas nao ker dizer que ora funciona as 16v ora as 8v e sim o curso em que ela esta atuando como tambem o tempo em que abrem e/ou fecham...?

    ResponderExcluir